Ou, "eu Nunca Serei Magro?

29 May 2018 02:55
Tags

Back to list of posts

Capture-vi.jpg Até que ponto a genética pode influenciar o ganho de tecido muscular ou a perda de calorias? Desta vez, pedimos auxílio ao conceituado nutricionista Clayton Camargos, de Brasília. A escoltar, ele tira dúvidas sobre o foco. Até que ponto a genética tem gravidade no momento em que se trata de conseguir seus objetivos? CC - Muitos tentam durante anos hipertrofiar a musculatura, muitas vezes, sem sucesso.Outros tentam diversas alternativas para diminuir o peso corporal, sem o regresso desejado. Ambos parecem condenados na genética: "eu nunca irei ser musculoso? Ou, "eu nunca serei magro? Em princípio, várias características genéticas não pode ser alteradas, tal qual a forma como os músculos são moldados. O melhor exemplo são os músculos abdominais: algumas pessoas têm seis (ou mesmo oito) placas ou "gomos" simétricos, no tempo em que outros têm menos de 6 com a maneira, tamanho e simetria mais aleatórios.Alguns têm três placas de um lado e duas de outro, sem o tecido muscular pronunciado em todos os "gomos". Nenhuma quantidade ou característica de treinamento será capaz de exatamente variar isto. Com efeito, quando se trata do hipertrofia em algumas pessoas, áreas como as panturrilhas e os antebraços são notoriamente complicados de hipertrofiar, mesmo com treinamento inteligente e dedicado. Cada pessoa pode ficar potente, obter massa magra ou perder gordura? CC - Qualquer pessoa pode hipertrofiar com a dieta e o treinamento físico adequados: estudos salientam que indivíduos, mesmo com mais de 90 anos de idade, conseguem receber massa magra significativa se submetidos aos exercícios com treinamento de peso. Contudo, todo nós temos um definido limite genético para o crescimento muscular, que pode variar de pessoa para pessoa. Em um certo nível de atividade física e restrição de calorias, todos conseguem ficar magros.Esse nível talvez não seja agradável, entretanto os resultados são com toda certeza alcançáveis com a estrita observância de uma dieta e programa de exercícios cuidadosamente planejados. Como são as características de cada um? CC - Sim. Essa pergunta podes ser realmente previsível com apoio nos 3 principais tipos corporais (populares como somatotipo), ectomorfos, mesomorfos e endomorfos. O ectomorfo é o típico sujeito magro, com uma infraestrutura corporal leve, pequenas articulações e musculatura delgada. Geralmente, com pernas muito finas e músculos fibrosos. Eu não poderia esquecer-me de indicar um outro website onde você possa ler mais sobre isto, talvez neste instante conheça ele contudo de qualquer maneira segue o hiperlink, eu amo muito do tema deles e tem tudo haver com o que estou escrevendo por esse post, leia mais em Colastrina funciona (https://Necessitae.com/). Os ombros tendem a ser estreitos, com pouca largura.Promove a saciedade Opção 4: 4 morangos Omelete de legumes com 2 claras e um gema + três col. (sopa) de seleta de legumes / ou 4 paus de canelaTêm as seguintes características: delicada suporte óssea, contrariedade para ganhar calorias e metabolismo veloz. O metabolismo veloz produz um consumo de energia mais excessivo, o que necessita de uma enorme quantidade de calorias para engordar. Seus exercícios necessitam ser intensos e com foco em grandes grupos musculares, utilizando os exercícios básicos, compostos. Os ectomorfos precisam comer mais carboidratos e calorias, inclusive, antes de dormir pra impedir o catabolismo muscular durante a noite. Os indivíduos mesomorfos têm uma infraestrutura óssea larga, músculos grandes e um corpo humano naturalmente atlético. Assim sendo, não surpreendentemente, são o melhor tipo de corpo para musculação. Os mesomorfos puros, sem ação dos outros tipos corporais, têm a competência de ganho de massa muscular muscular sem ganho de peso de gordura, especialmente no começo de seus esforços ante treinamento de peso.O tipo de organismo mesomorfo responde bem aos treinos de carga, e os ganhos normalmente são vistos de forma acelerada, essencialmente em indivíduos principiantes em treinos de carga. Esses normalmente ganham tecido adiposo com mais facilidade que os ectomorfos, principalmente se não estiverem ativos, contudo, conforme agora comentado, alguns tipos mais "puros" conseguem receber massa muscular sem gordura. O tipo de corpo endomorfo é geralmente "macio", "roliço".Ganham peso de gordura muito com facilidade, destacadamente na divisão central do organismo (região do abdome, flancos, quadris e coxas), são menos longilíneos, com músculos fortes, braços, pescoços e pernas grossas - especialmente as coxas. Os endomorfos tendem a ter bom desempenho em exercícios de membros inferiores, como o agachamento. As características gerais são: organismo redondo, pré dedicação para ganho muscular e de gordura (este em maior proporção), geralmente baixos e atarracados, resistentes para emagrecimento e com metabolismo mais lento. Quando se trata de treinamento, os endomorfos ganham volume corporal com certa facilidade. Infelizmente, boa quota é procedente de tecido adiposo e não de massa magra.Pra controlar o acrescento da gordura corporal, estes indivíduos necessitam a toda a hora constatar o consumo de carboidratos, gorduras e a ingestão do volume calórico. É possível ter uma mistura de tipos corporais? CC - A maioria das pessoas é uma combinação de ao menos 2 dos 3 tipos de corpo retro comentados. Assim, não desejamos simplesmente rotular alguns indivíduos exclusivamente como gordos, magros ou musculosos…Cada pessoa tem um perfil genético, fisiológico, metabólico que sofre interferências sociais, culturais e meio ambientais.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License